CNT/MDA:Brasileiro está mais pessimista com emprego, segurança e saúde
Para Sociedade Setor 14/05/2018

CNT/MDA:Brasileiro está mais pessimista com emprego, segurança e saúde

Valor Econômico

Os brasileiros estão mais pessimistas em relação ao emprego, à segurança pública e à saúde e educação, conforme pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira.

Sobre o emprego, a parcela dos que acreditam que a situação vai melhorar caiu de 28,9% em março para 21,7% em maio e a daqueles que acreditam que a situação vai piorar foi de 31% para 31,5%. Já entre os que creem que a situação vai ficar igual saiu de 37,9% para 43,4%.

Em relação à renda mensal, houve uma ligeira queda entre aqueles que creem que ela vai aumentar, de 23,3% para 20,6%. Para 16,5% a renda vai diminuir, ante 19,5% em março. Os que acreditam que a renda ficará igual subiram de 54,1% para 59,3%.

No caso da segurança pública, o percentual dos brasileiros que veem melhora nos próximos seis meses diminuiu de 25,3% para 17,9% enquanto os que vislumbram piora aumentou de 37,4% para 41,9%. Para 37,2%, a situação não vai ter mudança; em março, esse percentual era 35,7%.

Quanto à questão da saúde, 18,5% dos consultados esperam melhora nos seis meses à frente, contra 23,5% na pesquisa de março. Na área da educação, 21% disseram esperar mudanças positivas, ante 26,3% no levantamento anterior.

Para 35,6%, a situação da saúde vai piorar e, para 42,9%, vai ficar igual, ante 32,6% e 43,3%, respectivamente, em março.

A educação tende a piorar para 28,8% em maio, ante 27% na pesquisa antecedente. Os que acreditam que a situação vai ficar igual saíram de 44,6% em março para 46,6% em maio.

Contratado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), o instituto MDA ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios entre os dias 9 e 12 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *