Corte de verba deixará pacientes sem remédio
Interfarma 14/10/2015

Corte de verba deixará pacientes sem remédio

Agora São Paulo Online
O corte de verba do Ministério da Saúde, previsto no Orçamento de 2016, deve deixar 1,1 milhão de pacientes sem remédios ou fazer com que paguem mais por eles.
Os medicamentos fazem parte do programa Farmácia Popular. Pelo menos sete deles serão afetados, segundo a Interfarma (associação do setor farmacêutico).
O prejuízo será na modalidade do programa em que há desconto de até 90% na compra. Serão afetados 13 itens vendidos em farmácias com o selo "Aqui tem Farmácia Popular".Resposta
O Ministério da Saúde diz que os cortes no programa não são definitivos e ainda serão votados no Congresso.
A pasta ressalta que os 14 medicamentos gratuitos usados no tratamento de hipertensão, diabetes e asma vão continuar sendo distribuídos normalmente.
Tais remédios, segundo o ministério, correspondem a mais de 85% dos atendimentos no programa Farmácia Popular.
Para os demais, o órgão diz que há distribuição gratuita no SUS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *