Desafios logísticos frente à crise são debatidos com ministro de Infraestrutura

Desafios logísticos frente à crise são debatidos com ministro de Infraestrutura

Comunicação INTERFARMA

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, esteve reunido com representantes de 14 entidades do setor de saúde na última segunda-feira, dia 11, para discutir as dificuldades de logística enfrentadas pelos diferentes elos da cadeia de saúde, incluindo a indústria farmacêutica. Também estiveram presentes no encontro, realizado virtualmente, os deputados Ronaldo Santini e Pedro Westphanlen.

Em nome das entidades, a Abraidi (Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Produtos para Saúde) expôs os desafios logísticos e gargalos da cadeia. Destacou as dificuldades com frete para as regiões Norte e Nordeste, os problemas gerados por rodízios implementados de forma descoordenada em algumas cidades e os desafios para transportes de medicamentos e vacinas que exigem acondicionamento controlado e podem acabar descartadas quando voos são cancelados sem aviso prévio, entre outros pontos. Reiterado como ponto fundamental a definição de um protocolo para que medicamentos sejam considerados produtos essenciais, com embarque prioritário. 

O ministro, por sua vez, ressaltou o esforço da pasta para criar uma rede de apoio a caminhoneiros e pontuou as negociações com a ANAC para definição de malha mínima e articulações com o setor financeiro para auxiliar companhias aéreas, que enfrentam grandes dificuldades financeiras neste momento. Além disso, o ministro disse estar comprometido em desburocratizar a regulação para transporte de biológicos e destacou a portaria que autoriza o transporte de carga em táxi aéreo.

Por fim, o ministro se comprometeu a estudar com a sua equipe técnica um protocolo estendido para priorizar os produtos de saúde. Reiterou, no entanto, a liberdade de rota e tarifa, considerando a dificuldade de caixa das empresas aéreas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.