Despesas com saúde no Brasil atingiram 9,1% do PIB em 2015
Para Sociedade Setor 21/12/2017

Despesas com saúde no Brasil atingiram 9,1% do PIB em 2015

DCI

As despesas com bens e serviços de saúde no Brasil alcançaram R$ 546 bilhões em 2015, o que representou 9,1% do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quarta-feira, 20. Os brasileiros desembolsaram naquele ano R$ 204,4 milhões com saúde privada (pagamento de planos particulares, de laboratórios e de psicólogos e fisioterapeutas, por exemplo), ou 3,4% do PIB. O montante mais do que dobrou em relação a 2010: R$ 97,8 milhões.

Os dispêndios governamentais com consumo final de bens e serviços de saúde no Brasil somaram R$ 231 bilhões (3,9% do PIB) em 2015, enquanto os das famílias e instituições sem fins lucrativos que atendem a população ficaram em R$ 315 bilhões (5,2% do PIB), conforme revela a publicação “Conta Satélite de Saúde 2010-2015”. Em 2010, a fatia das despesas com saúde no PIB era de 8%, sendo 3,6% do governo e 4,4%, das famílias e instituições; em 2015, os índices foram 3,9% e 5,2%, respectivamente. Esse aumento se explica pela maior utilização desses itens e também pela alta dos preços de planos de saúde privados, de medicamentos e de materiais de uso médico e odontológico, explica o IBGE.

As atividades de saúde na renda gerada no País cresceram em participação de 6,1% (R$ 202,3 bi) para 7,3% (R$ 375,1 bi) no período – com destaque para saúde privada, que apresentou alta de 2,1% para 2,8%. O investimento público era de R$ 714,67 per capita em 2010 e foi para R$ 1.131,94 em 2015

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *