Governo investe em 17 novos centros de pesquisa científica e inovação
Setor 07/06/2013

Governo investe em 17 novos centros de pesquisa científica e inovação

O financiamento virá da Fapesp e das instituições-sedes, por meio de professores, técnicos e infraestrutura.
O governador Geraldo Alckmin apresentou ontem os 17 novos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão( Cepids) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
Estes centros vão buscar e desenvolver oportunidades para que os resultados de pesquisas tenham aplicações de impacto comercial e social relevantes e que, além disso, contribuam para a educação e a difusão do conhecimento.
“Hoje é um dia muito importante, os 17 Cepids estão sendo lançados. São Paulo investe mais em pesquisa que a Itália, o México, o Chile e a Argentina.
Nós temos investimento proporcional ao Produto Interno Bruto (PIB) dos mais elevados do mundo”, explicou o governador.
“O incentivo a pesquisa é essencial para o desenvolvimento do Brasil”.
O financiamento para os Centros virá da Fapesp e das instituições sedes, por meio de financiamento de professores, técnicos, pessoal de apoio e infraestrutura.
Durante o período de 11 anos do Programa, o financiamento total será de cerca de R$ 1,4 bilhão, sendo R$ 760 milhões da Fapesp e R$ 640 milhões estimados em salários pagos pelas instituições sedes aos pesquisadores e técnicos.
O investimento é um dos maiores já anunciados no Brasil para programas de pesquisa apoiados por agências de financiamento à pesquisa.
Os novos Centros envolvem 499 cientistas somente do Estado de São Paulo, além de 68 de outros países.
Estes são pesquisadores principais ou associados.
Os temas de pesquisa incluem neurociência e neurotecnologia, doenças inflamatórias, biodiversidade e descoberta de novas drogas, toxinas, resposta imune e sinalização celular, neuromatemática, ciências matemáticas aplicadas à indústria, obesidade e doenças associadas, terapia celular, estudos metropolitanos, genoma humano e célula tronco, engenharia computacional, processos oxidantes e antioxidantes em biomedicina, violência e óptica, biofotônica e física atômica e molecular.
Programa Os Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) foi iniciado pela Fapesp no ano de 2000, com suporte a 11 centros de pesquisa de 2001 até 2013.
Em 2011, foi anunciada uma segunda chamada de propostas de pesquisa,gerando 90 novas propostas, das quais foram selecionadas os 17 projetos aprovados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *