Mercado Aberto: Imune à queda
Setor 06/03/2016

Mercado Aberto: Imune à queda

Folha de S.Paulo
Colunista: Maria Cristina Frias
A crise não atinge as redes farmacêuticas, que começaram este ano com um crescimento de receitas de 9,85% em relação ao início de 2015.
Em janeiro, as vendas foram de R$ 3,03 bilhões, de acordo com a Abrafarma, a associação do setor.
O faturamento dos últimos 12 meses é 11,83% maior do que o do período anterior.
O crescimento em janeiro, no entanto, é uma desaceleração na comparação com o mesmo mês do ano passado.
A relação das vendas de 2015 com as de 2014 foi de um aumento de 11,94%.
"O crescimento foi menor porque ocorreu uma maior substituição por genéricos, que são mais baratos", afirma Sérgio Mena Barreto, presidente da Abrafarma.
Apesar da taxa de crescimento nas vendas de genéricos ser maior que a dos demais medicamentos, eles representam apenas 17,8% da receita total com remédios.
R$ 3,03 bilhões
foi quanto as redes de farmácias faturaram em janeiro de 2016
11,17%
subiram as vendas de genéricos no período; é o que mais cresce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *